O que visitar em Marraquexe Madraça Ben Youssef

Marraquexe – O que visitar: roteiro de 2 dias (mapa incluído)

Marraquexe – O que visitar: roteiro de 2 dias (mapa incluído)

Conteúdo deste artigo

Marraquexe é caótica. Marraquexe é intensa. São cores, cheiros, ruas cheias de pessoas, motas, bicicletas, carrinhos de mão e burros de carga lado a lado com os peões. Marraquexe não é para todas as pessoas. Mas é certamente uma cidade especial! E, ao longo deste artigo, vou partilhar todas as dicas para visitar Marraquexe em 2 dias.

O que visitar em Marraquexe Praça Jemaa El Fna
Praça Jemaa el-Fna

Neste artigo podem encontrar várias informações úteis para planearem a vossa viagem a Marraquexe, tais como a melhor altura do ano para visitar Marraquexe, quantos dias são necessários na cidade, alojamentos, restaurantes, o que visitar, dicas de dinheiro e muito mais.

Qual a melhor altura do ano para visitar Marraquexe?

Quando se fala em Marrocos, acredito que a maioria das pessoas pense imediatamente em calor. E é verdade que Marrocos e, mais especificamente, Marraquexe, são locais muito quentes. Mas não o são todo o ano.

Os invernos tendem a ser frios, especialmente à noite, já que a cidade costuma ter uma amplitude térmica bastante significativa. Assim, se optarem por visitar Marraquexe no inverno, levem um bom agasalho. No entanto, quanto a chuva, a probabilidade de chover é bastante baixa (no inverno, em média, chove apenas 3 dias).

O que visitar em Marraquexe Mesquita Koutoubia
Mesquita Koutoubia

Por outro lado, os meses de verão (junho a setembro) atingem temperaturas demasiado altas, o que pode tornar a visita um pouco desconfortável. Deste modo, recomendo visitar Marraquexe quando as temperaturas são mais amenas, tal como março a maio ou outubro a novembro.

Quantos dias são necessários para visitar Marraquexe?

Marraquexe é uma cidade bastante interessante, mas, apesar disso, para uma primeira visita, 2 dias são suficientes para ficar a conhecer os principais pontos de interesse.

O que visitar em Marraquexe Jardim Secreto
Jardim Secreto

No entanto, Marraquexe é uma cidade em que parte da piada é viver a cidade e não tanto visitar o ponto A ou B. Desse modo, sugiro 3 dias para visitar Marraquexe com mais calma.

Assim, para além de conseguirem visitar os principais pontos de interesse, conseguem ter mais tempo para aproveitar os mercados da cidade ou até um dos fantásticos terraços espalhados por toda a cidade.

💡 DICA EXTRA: Se têm mais dias disponíveis na vossa viagem a Marraquexe, existem várias day trips desde Marraquexe, tais como as cascatas de Ouzoud, a cidade portuária de Essaouira ou até a cidade fortificada Aït-Ben-Haddou.

Como chegar a Marraquexe?

Marraquexe tem um aeroporto – Aeroporto de Menara Marraquexe, que tem várias ligações diretas com vários países, tais como:

  • Portugal (Porto, Lisboa)
  • Espanha (Sevilha, Alicante, Madrid, Barcelona, Málaga, Valência, Bilbau, …)
  • França (Paris, Toulouse, Bordéus, Marselha, Nantes, …)
  • Itália (Milão, Turim, Roma, Veneza, Nápoles, Bolonha, …)
  • Reino Unido (Londres, Edimburgo, Bristol, Birmingham, …)
  • Bélgica (Bruxelas)
  • Suíça (Genebra, Basileia, Zurique)

💡 DICA EXTRA: Desde Portugal, existem voos diretos de Lisboa para Marraquexe, operados pela TAP, Ryanair ou EasyJet. E, no caso da cidade do Porto, os voos diretos são operados pela Ryanair.

Como chegar do aeroporto de Marraquexe ao centro da cidade?

Opção 1: autocarro shuttle

A opção mais em conta para chegar do aeroporto de Marraquexe ao centro da cidade é o autocarro shuttle que nos transporta a vários pontos da cidade, tais como a praça Jemaa el-Fna, o bairro de Gueliz ou até a estação de comboios de Marraquexe.

O autocarro shuttle opera das 6h às 23h, com uma frequência de 20 minutos (ao fim de semana pode demorar mais). O tempo de viagem até ao centro demora, em média, cerca de 40 minutos e custa 30 MAD (~2,7€).

Opção 2: autocarro “normal”

Existe ainda uma opção mais barata com as linhas de autocarro da cidade (os bilhetes custam apenas 4 MAD, 0,36€). Podem consultar a informação mais atualizada sobre os autocarros que ligam o aeroporto de Marraquexe ao centro da cidade aqui.

Opção 3: táxi ou transfer

No entanto, e apesar de eu raramente recomendar esta opção nos meus roteiros, em Marraquexe pode ser boa ideia optar por táxi ou transfer privado (especialmente se chegarem de noite à cidade). Percorrer as ruas da cidade (especialmente no interior da medina) à noite pode ser um bocadinho assustador da primeira vez.

A viagem de carro desde o aeroporto até ao centro da cidade dura cerca de 15-20 minutos. Existem dois tipos de táxis na cidade:

  • Petit Taxis (levam até 3 pessoas e apenas circulam nos limites da cidade)
  • Grand Taxis (levam mais pessoas e para zonas mais longe da cidade)

Marrocos é um país conhecido por se negociarem todos os preços e os táxis não são, pois claro, exceção. Em média, um Petit Táxi pode custar entre 70 a 100 MAD (6,3€ – 9€) e um Gand Taxi entre 100 a 150 MAD (9€ – 14€). Por isso, se optarem por táxi, tenham em conta as tarifas padrão.

Por isso, se não querem entrar a 100% no caos de Marraquexe mal aterram e não se sentem muito confortáveis a negociar, a melhor opção é optar por transfer privado, que podem reservar antecipadamente. Recomendo espreitarem as opções disponíveis no site da Welcome Pickups.

💡 DICA EXTRA: Se optarem por ficar alojados na medina, tenham em atenção que algumas ruas não são acessíveis de carro, pelo que o transfer poderá ter de vos deixar no local mais próximo onde o carro pode circular.

Como pagar em Marraquexe?

A moeda oficial em Marrocos é o dirham marroquino (MAD). Em fevereiro de 2023, a taxa de câmbio estava 1€ = 11 MAD. Muitos das lojas/restaurantes em Marraquexe não aceitam pagamentos em cartão.

Sugiro, então, que levantem dinheiro na primeira oportunidade e que andem sempre com dinheiro. Apesar de alguns sítios aceitarem euros, tenham em atenção a taxa de câmbio, pois raramente é favorável.

O que visitar em Marraquexe Mesquita Koutoubia
Vista da mesquita Koutoubia do Parque Lalla Hasna

Para não pagarem taxas ao levantar dinheiro ou a pagar com cartão noutra moeda que não a vossa, sugiro que utilizem o cartão Revolut. Este cartão é meu fiel companheiro de viagens que me faz poupar imenso dinheiro em taxas sempre que viajo para países com outras moedas que não o Euro.

💡 DICA EXTRA: Se gostavam de saber melhor quais as vantagens e modo de funcionamento do Cartão Revolut, sugiro que leiam este artigo.

Aproveito também para dar a dica que no Al Barid Bank não paguei taxas para levantar dinheiro com o meu cartão Revolut. Na praça Jemaa el-Fna existem, pelo menos, 3 máquinas deste banco.

Como ter internet em Marraquexe?

Se gostavam de ter acesso a internet em todos os momentos da vossa viagem a Marraquexe, sugiro que comprem um cartão SIM local. Logo no aeroporto de Marraquexe existem duas empresas a vender: Orange e Inwi. Em ambas as empresas, pediam 20€ (em dinheiro) por 20 GB. Existe também uma opção mais cara de 30 GB.

É seguro visitar Marraquexe?

Li e ouvi tantas coisas sobre a segurança em Marraquexe antes da minha viagem que a avaliar pelo que ouvia mais valia não ir. No entanto, sendo totalmente honesta, não me senti mais insegura do que me sentiria em Portugal em algumas ocasiões mais específicas (e.g. ruas escuras de noite sem grande movimento).

O que visitar em Marraquexe Praça Jemaa El Fna
Praça Jemaa el-Fna

A verdade é que não viajei sozinha, o que poderá em parte ter ajudado. No entanto, achei uma cidade bastante tranquila. É muito confusa e podemos ser mais facilmente enganados/roubados, mas desde que estejamos atentos, não há nada que temer 😉.

💡 DICA EXTRA: Algumas ruas são mesmo muito movimentadas, o que pode facilitar a prática de carteirismo. No entanto, basta apenas estar mais alerta com os nossos bens neste tipo de locais. Adicionalmente, é também frequente darem indicações que vamos na direção errada na tentativa de nos venderem algo mais adiante na loja de um amigo/familiar. Neste caso, basta apenas agradecer e continuar o nosso percurso sem ajuda e nada de mais acontecerá.

Alojamentos em Marraquexe

Se há coisa que não falta em Marraquexe são alojamentos e, alguns deles, bem incríveis 🥰. Na minha opinião, a experiência de visitar Marraquexe não fica completa sem dormir num riad.

O que visitar em Marraquexe Palácio El Badi
Palácio El Badi

Os riads são uma habitação típica que geralmente tem um pátio interior aberto. Muitas vezes, estes pátios têm até uma piscina ou uma fonte no seu centro.

A maioria destes riads estão localizados no interior da medina (a parte mais confusa da cidade) e existem centenas de opções. Alerto, no entanto, que alguns destes riads podem ficar em becos e ruas estreitas escuras, podendo não agradar a algumas pessoas.

Recomendo que, ao procurarem por um riad, espreitem sempre os comentários de hóspedes anteriores, especialmente no que diz respeito à parte da localização. Além disso, alguns ficam em ruas em que não é possível aceder de carro, significando que nunca poderão regressar ao riad de táxi.

O que visitar em Marraquexe Medina

No meu caso, optei por ficar num riad (L’Emeraude de la Médina) a cerca de 15 minutos a pé da praça El Fna e, apesar de ficar localizado na medina, encontrava-se numa parte mais tranquila.

O alojamento era modesto e com algumas oportunidades de melhoria, mas serviu perfeitamente para as 3 noites que lá passamos. Além disso, o preço era bastante simpático (125€ por 3 noites para 2 pessoas) e incluía pequeno-almoço.

No entanto, partilho aqui outras opções de riads no centro de Marraquexe:

💼 SEGURO DE VIAGEM: Para se sentirem mais tranquilos em viagem, sugiro a compra de um seguro de viagem. Para além deste seguro vos precaver no caso de alguma emergência relacionada com saúde, este cobre também outros incidentes, como é o caso do roubo, perda ou atraso de bagagem ou a eventual necessidade de cancelar a viagem, entre outros. No meu caso, recorro sempre à IATI Seguros que apresenta das melhores relações qualidade-preço do mercado e um serviço 100% online e muito fácil de contratar. Reservem aqui o vosso seguro de viagem e aproveitem um desconto de 5% por serem leitores do blog. A compra deve ser feita através deste link

seguro de viagem com 5% desconto

Atividades & tours em Marraquexe

O que visitar em Marraquexe?

Para ajudar no planeamento da vossa viagem, partilho um mapa do que visitar em Marraquexe:

O que visitar em Marraquexe – Dia 1

» Mesquita Koutoubia

Este roteiro com o que visitar em Marraquexe tem início na maior mesquita de Marraquexe – a mesquita Koutoubia. No entanto, a entrada na mesquita está interdita a não muçulmanos (tal como quase todas as mesquitas em Marrocos!).

Podem, no entanto, visitar as imediações do local onde se está localizada a mesquita. Aliás, o parque Lalla Hasna, mesmo ao pé da mesquita, é um dos melhores sítios para fotografar a mesquita!

O que visitar em Marraquexe Mesquita Koutoubia
Vista do Parque Lalla Hasna

» Porta Bab Agnaou

Existem 19 portas de entrada na cidade de Marraquexe e a porta Bab Agnaou é provavelmente a mais conhecida. A entrada por esta porta dá acesso à zona kasbah, na parte sul da medina.

O que visitar em Marraquexe Porta Bab Agnaou

» Túmulos Saadianos

Já no interior da muralha, o primeiro grande ponto a visitar em Marraquexe são os túmulos saadianos. Nestes túmulos estão sepultados mais de 60 membros da dinastia saadiana, que reinou Marrocos entre o século XVI e XVII.

O espaço não é muito grande, ainda que quando visitei houvesse bastante fila para visitar a sala principal. Mas os detalhes que encontramos nestes túmulos são absolutamente incríveis. Uma pequena amostra do que está para vir neste roteiro de Marraquexe 😍.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: O bilhete de entrada nos Túmulos Saadianos custa 70 MAD (~ 6,4€) e o pagamento apenas pode ser feito com dinheiro. O horário de funcionamento é das 9h às 17h.

» Palácio El Badi

Seguimos em direção ao palácio El Badi, ou melhor, às ruínas que restam do palácio. Foi construído no final do século XVI pelo sultão saadiano para celebrar a sua vitória na Batalha de Alcácer-Quibir.

Aliás, a obra foi maioritariamente financiada pelo resgate pago pelos portugueses no final da batalha.

O que visitar em Marraquexe Palácio El Badi

Apesar de estar um pouco despido e em ruínas, o palácio ainda tem uma dimensão considerável, pelo que sugiro que reservem pelo menos 1 hora para o visitar.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: A entrada no Palácio El Badi custa 70 MAD (~6,4€) e apenas aceitam dinheiro como forma de pagamento. O horário de funcionamento é das 9h às 17h.

» Mellah (Bairro Judeu)

Seguindo pela Praça des Ferblantiers, sugiro agora uma voltinha pelo bairro judeu de Marraquexe, também conhecido como Mellah. A primeira presença de judeus na cidade estima-se que tenha sido no século XIII, tendo intensificado-se após 1492 após a expulsão destes da Península Ibérica.

O que visitar em Marraquexe Praça des Ferblantiers
Praça des Ferblantiers

Apesar de hoje em dia a presença dos judeus ser muito inferior, há ainda alguns vestígios de outros tempos neste bairro, tais como a Sinagoga Salt Al Azama ou ainda o Cemitério Judeu Miara.

» Palácio da Bahia

Construído no final do século XIX, o Palácio da Bahia é mais um dos fantásticos palácios que têm mesmo de visitar em Marraquexe.

O palácio da Bahia está construido em estilo árabe-andalusino e, à semelhança de outros locais na cidade, tem detalhes de deixar qualquer um boquiaberto. Percam-se a explorar as diferentes salas e pátios interiores deste palácio.

💡 DICA EXTRA: Quando procurarem no Google Maps pelo Palácio, pesquisem “Bahia Palace Entrance” para garantirem que vão ter ao local onde podem efetivamente entrar no palácio.

Ao todo, os jardins do Palácio da Bahia têm uma área de 8.000 m² e mais de 100 divisões. É uma das obras mais impressionantes de Marraquexe, sem dúvida.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: O bilhete para visitar o Palácio da Bahia custa 70 MAD (~6,4€) e o horário de funcionamento é das 9h às 17h.

» Praça Jemaa el-Fna

Chega a hora de rumar a um dos locais mais emblemáticos de Marraquexe – a praça Jemaa el-Fna. Consta que não visitar esta praça, é o mesmo que não visitar Marraquexe.

Tudo acontece nesta praça! Centenas de vendedores de tudo um pouco, imensos cheiros e imensos sons. No entanto, a praça tem uma envolvência totalmente diferente de dia e de tarde/noite. Enquanto de manhã, nada se passa ali, é a partir da parte da tarde que a praça ganha vida.

💡 DICA EXTRA: É nesta praça que encontramos os famosos “encantadores de serpentes” ou “domadores de macacos”. No entanto, alerto que estes animais são tratados de forma não ética, pelo que sugiro que façam turismo responsável e não compactuem com este tipo de atividades.

O nome da praça podia ser traduzido como “Praça dos Mortos”, pois era aqui que antigamente se realizavam as execuções públicas. No entanto, a praça hoje é vista com outros olhos e é um local cheio de vida.

E depois de um passeio por entre as centenas de bancas de vendedores, sugiro que subam a um dos terraços nas imediações da praça para observar a praça de outra perspetiva. Recomendo especialmente ao pôr do sol, pois é ainda mais mágico 🥰. Consta que as melhores vistas são do Le Grand Balcon du Café Glacier ou do Café de France.

O que visitar em Marraquexe Praça Jemaa El Fna

Eu optei pela primeira opção e não podia recomendar mais. O café tem consumo obrigatório, mas o menu não tem preços assim tão elevados.

» Medina

Se estão a seguir este itinerário, certamente que já visitaram muito da medina de Marraquexe. A medina é, na realidade, a parte velha da cidade amuralhada. É confusa, muitas vezes suja e as suas ruas tendem a ser apertadas.

Mas não deixem que a confusão que ali habita não vos faça ver a beleza deste local. Aliás, na minha opinião, é esta mesma confusão que me a torna tão especial.

No entanto, as ruas da medina junto à praça Jeema el-Fna parecem ainda mais confusas que as restantes, daí incluir este ponto nesta altura do itinerário. E a minha sugestão é que visitem dois souks (nome dado aos mercados) com maior atenção. São eles o Souk Semmarine (dedicado aos candeeiros) e o Souk des Epices (dedicado às especiarias).

Mas a visita a esta parte da cidade requer cuidado redobrado. Eis algumas dicas para visitar a medina de Marraquexe:

  • Atenção extra aos vossos bens. Se viajam com mochila, sugiro andar com a mochila à frente.
  • Cuidado com as motas nas ruas. Mesmo com as ruas cheias de pessoas, há motas a circular e algumas delas com alguma velocidade.
  • Vão preparados para negociar. É o ponto alto de uma compra em qualquer mercado marroquino.
  • O Google Maps funciona surpreendentemente bem. Não aceitem sugestões de desconhecidos. Agradeçam a sugestão e continuem em direção ao vosso destino. Tentem não andar sempre com o telemóvel na mão com o Maps aberto para não parecem tão “perdidos”.

O que visitar em Marraquexe – Dia 2

» Madraça Ben Youssef

O segundo dia deste roteiro, começa num dos meus locais preferidos, que acho mesmo que devem visitar em Marraquexe. A Madraça Ben Youssef é a maior de Marrocos, com uns detalhes de deixar qualquer um de queixo caído.

Uma madraça é uma escola de estudos islâmicos. Construída no século XIV, esta madraça, cujo nome advém da mesquita existente mesmo ao seu lado, chegou a albergar mais de 800 alunos.

O que visitar em Marraquexe Madraça Ben Youssef

Após ter fechado nos anos 60, reabriu em 1982 como espaço histórico.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: A entrada na madraça custa 50 MAD (~ 4,6€) e está aberta diariamente das 9h às 18h. Também aqui apenas aceitam pagamentos em dinheiro.

» Cuba Almorávida

Construída em 1064, a Cuba Almorávida é uma construção medieval e o único vestígio dos Almorávidas na cidade de Marraquexe. Servia para o abastecimento de água da população, tendo sido uma das primeiras fontes da cidade.

O que visitar em Marraquexe Cuba Almorávida

» Jardim Secreto

O Jardim Secreto é um pequeno jardim que podemos visitar no meio da confusão de Marraquexe. A sua origem está relacionada com a dinastia saadiana, tendo sido reconstruído em meados do século XIX.

Na minha opinião, apesar de o jardim ser engraçado e arranjadinho, o valor de entrada para o visitar é um pouco elevado para o que é.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: O horário de funcionamento do jardim varia consoante a altura do ano, pelo que recomendo que consultem a informação mais atualizada aqui. O preço de cada visita é 80 MAD (~7,3€) e 40 MAD (~3,6€) se quisermos subir também à torre. Aqui é possível pagar com cartão!

» Jardim Majorelle

O Jardim Majorelle é um dos locais mais fotogénicos de Marraquexe. É, na realidade, um jardim botânico, onde também encontramos o museu da cultura berbere. O jardim alia os conceitos dos jardins islâmicos com o luxo dos jardins tropicais.

Fica já na zona nova da cidade e foi construído em 1931 por Jacques Majorelle. Anos mais tarde, foi comprado por Yves Saint Laurent e Pierre Bergé.

O espaço é pequeno e este é dos pontos de interesse mais caros neste roteiro por Marraquexe. No entanto, para quem gosta deste tipo de sítios, acho que a visita vale a bem a pena.

📝 INFORMAÇÃO ÚTIL: Os bilhetes de entrada no Jardim Majorelle devem ser adquiridos previamente online para um determinado horário. O jardim está aberto diariamente das 8h às 18h e a entrada custa 150 MAD (~13,65€). Sugiro que consultem a informação mais atualizada aqui.

» Gueliz

Aproveitando a visita ao Jardim Majorelle, sugiro também uma visita ao bairro mais recente e moderno de Marraquexe. Este bairro vai-vos transportar facilmente para outro local, pois nada tem que ver com tudo o que visitaram até agora em Marraquexe.

Alguns dos locais mais emblemáticos deste bairro incluem o Teatro Real, o Museu Yves Saint-Laurent ou o Parque El Harti.

» Jardins da Menara

Os Jardins da Menara são outros dos principais pontos de interesse e merece ser visitado em Marraquexe. O seu nome advém do pavilhão que existe no centro do parque, mandado construir pelos saadianos.

O que visitar em Marraquexe Jardins Menara

Este é um local de eleição pelos locais ao fim de semana, pelo que podem esperar centenas de famílias a fazerem piqueniques e simplesmente a conviverem.

» Tour gastronómica

Caso tenham ainda tempo disponível neste segundo dia, sugiro que voltem para a medina (a forma mais simples e rápida é através de táxi) e experimentem uma tour gastronómica. Foi uma das atividades que fiz em Marraquexe e não podia recomendar mais 😄. Para além de ser uma forma de conhecer a gastronomia local, é uma excelente oportunidade para provar comida de rua.

Tour Gastronomica Marraquexe

Se gostavam de saber mais como é a experiência de fazer uma tour gastronómica em Marraquexe, podem espreitar a minha opinião sincera sobre a tour que experimentei aqui.

Restaurantes em Marraquexe

A gastronomia Marroquina é bastante deliciosa. E, apesar de não ter experimentado muitos restaurantes na minha viagem, deixo aqui algumas sugestões dos que experimentei:

  • Bakchich Cafe (€): serviço muito simpático. Provámos duas tagines e estavam ótimas.
  • Café Restaurant Dar L’hssira (€): espaço acolhedor e preços muito em conta. Provámos as espetadas de frango e a pastilla
  • Café des Epices (€€): espaço muito giro e provei novamente tagines. Como é um espaço mais conhecido, os preços são mais elevados.

Apesar de poderem ficar a saber muito mais sobre a comida tradicional marroquina no meu artigo sobre a tour gastronómica que fiz, deixo aqui uma breve lista de comida deliciosa que devem experimentar:

  • Msemen: pão estaladiço
  • Baghrir: uma espécie de panquecas
  • Chebakia: um doce, habitualmente usado para quebrar o jejum do Ramadão
  • Brochettes: espetadas de vários tipos de carnes
  • Khobz: pão feito em fornos comunitários
  • Couscous
  • Tajine: prato feito em travessa de barro e que vai ao forno. Existem de vários tipos
  • Harira: sopa à base de tomate, grão-de-bico, massa e arroz
  • Tanjia: pote de barro onde é cozinhado habitualmente cordeiro

Disclaimer: este post pode conter alguns links de afiliados, o que significa que eu ganho uma pequena comissão se comprarem através dos meus links. Isto não representa qualquer custo adicional para vocês e é uma forma de apoiarem o meu trabalho no blog😊

Partilhar este Post

SOBRE MIM

A Ticket To Take Off About Me

Sou a Mariana do Porto, Portugal. Tenho uma enorme paixão por viagens e tudo o que está relacionado com viajar. E foi exatamente isso que me levou a criar este blog: inspirar outros a viajar e ajudar no planeamento das suas viagens com as minhas dicas e itinerários. 

POSTS RELACIONADOS

PLANEAR A VIAGEM

POSTS EM DESTAQUE

PREPARAR A VOSSA VIAGEM

Alojamento Azul 3

Reservar os melhores alojamentos com o Booking

Atividades azul 3

Comprar os itens essenciais de viagem na Decathlon

Avião

Encontrar os voos mais baratos com o  Skyscanner

Bilhetes

Encontrar as melhores atividades/tour com o GetYourGuide ou Viator

Seguro

Seguro de viagem com 5% de desconto

Reembolso Azul 3

Pedir compensação por voos cancelados/atrasados com a AirHelp

Aderir ao cartão Revoluto melhor cartão para poupar dinheiro a viajar

Carro azul

Reservar transfer de/para o aeroporto com a Welcome Pickups

TAMBÉM PODEM GOSTAR

DEIXEM O VOSSO FEEDBACK

Subscribe
Notify of

2 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
15 coisas que devem saber antes de visitar Marraquexe — A Ticket to Take Off
2 meses atrás

[…] Marraquexe pode ser uma cidade muito gira (e é!), mas não é para todos os gostos. Especialmente para quem vem da Europa, Marraquexe é uma cidade bem intensa. Assim, decidi criar este breve artigo com algumas coisas que devem saber antes de visitar Marraquexe! […]

Guia para visitar as Cascatas de Ouzoud em Marrocos — A Ticket to Take Off
1 mês atrás

[…] cascatas de Ouzoud são as maiores cascatas de Marrocos e uma das day trips mais populares desde Marraquexe. As fotos impressionantes que vi quando estava a preparar a minha viagem a Marraquexe deixaram-me […]